Falub
Farmácia Rangel
Lacca Laboratório
Pizza Expresso
Belarmino
Destaques

Nelsinho Batista fala em “terrorismo”, critica diretoria do Sport e anuncia saída do comando da equipe


Nelsinho Batista fala em “terrorismo”, critica diretoria do Sport e anuncia saída do comando da equipe

Nelsinho Batista não é mais treinador do Sport. Em coletiva concedida no Centro de Treinamento da equipe rubro-negra na tarde desta terça-feira (24), o técnico anunciou o pedido de demissão e fez duras críticas à diretoria o leão. “Estou fora do Sport. Não consigo trabalhar com pessoas que enganam todo mundo”, disparou. Durante as palavras, ele falou em terrorismo sendo feito dentro do ambiente de trabalho contra profissionais, se disse ter sido enganado e demonstrou insatisfação com problemas financeiros do time.

“Estou fazendo coletiva e fazendo a mesma coisa que fizeram ontem (fazendo menção a uma entrevista do diretor Leonardo Lopes, antes do jogo contra o Botafogo que avaliava sua condição dentro do clube), Para consumar minha demissão, faltou a derrota. Foi uma covardia. Tenho 55 anos de Carreira. Da outra vez, saí calado mas agora resolvi falar. Sinto muito pela instituição. Os resultados não foram bons, mas o trabalho foi. Não atingimos o resultado na Copa do Brasil e no Pernambucano, então me sinto frustrado com essa minha volta ao Brasil”, completou Nelsinho.

O agora ex-treinador mostrou muita decepção sobre o modo de trabalho da gestão, rebatendo ainda a entrevista do diretor Leonardo Lopes. “Quando disse que me deu totais condições de trabalho, nem no CT ele apareceu.  Não me deu Carlos Henrique porque não tinha o dinheiro do pagamento do empréstimo para o Londrina. Fui para o jogo ontem sem ter um atacante. Tive que improvisar”, denunciou.

Ele também fez uma comparação com a primeira passagem, quando saiu sem dar declarações. “Vim aqui para dizer isso e para não dizer mais coisas. É um filme que vi nove anos atrás. Estou vendo hoje novamente. É terrorismo dentro do CT. Um dia querem tirar fisioterapeuta. Um dia querem tirar departamento médico, analista. Só trazem problema para dentro do CT. Nós só estamos buscando as soluções sempre. Tiraram Aritana, a psicóloga. E a culpa foi minha. Eu não tenho culpa de nada. Foi feito terrorismo em cima de Tacão (preparador físico), de fisioterapeuta, do DM, para tirarem daqui”, declarou, Nelsinho que afirmou que não deve mais voltar a treinar o Sport futuramente, tendo sido esta a última passagem dele no comando da equipe.

No comando de Nelsinho Batista para o Sport, o rubro-negro disputou 17 jogos, com 7 vitórias, 6 empates e 4 derrotas, num aproveitamento de 52,9%. Na primeira passagem do treinador pela equipe, de 2008 à 2009, o leão disputou 105 partidas, com 60 vitórias, 22 empates e 23 derrotas, com 64,1% de aproveitamento.

O Sport volta a jogar no


JR Construtora
Cachorro Quente
Armazém Loureço
Sabor Caseiro Restaurante

Compartilhe nas redes


Deixe seu comentário