Farmácia Rangel
Lacca Laboratório
Falub
Esportes

PE2013: Sport vence o Porto e espanta a crise


PE2013: Sport vence o Porto e espanta a crise

SPORT 2 X 0 PORTO

Na tarde deste domingo (10), o Sport entrou em campo para encarar o Porto, de Caruaru. O leão se recuperou do começo de temporada vacilante, que culminou na queda do técnico Vadão, e, com uma exibição segura, sem correr muitos perigos, derrotou o Porto, por 2 a 0, neste domingo, na Ilha do Retiro. A vitória coloca o Rubro-negro mais uma vez no G-4 do Campeonato Pernambucano, agora com dez pontos. Já o Porto, que ocupava o 3º lugar, caiu para o 5º posto.

No jogo deste domingo, o Sport foi comandado mais uma vez pelo coordenador técnico Gustavo Bueno, que assumiu o posto de interino pela quarta vez, desde que chegou ao clube. A vitória dará mais tranquilidade para o novo treinador, que deve ser anunciado nas próximas horas.

Com um futebol de velocidade, muita troca de passes e objetividade, o Leão criou diversas chances e até poderia ter saído de campo com uma vitória mais ampla. Os gols foram marcados por Rithely, na primeira etapa, e Cicinho, no segundo tempo.

Sem pressão, mas com muitas chances

O Sport não obteve muito sucesso na tentativa de começar o jogo pressionando o adversário. O time até atuava mais no campo de ataque, mas, ao menos nos primeiros dez minutos, a única conclusão foi um chute de Felipe Azevedo, aos 3 minutos. O camisa 11 tentou bater colocado, mas a bola não pegou a curva desejada por ele e saiu sem muito perigo para Rodrigo Carvalho. As tentativas saiam normalmente pela direita. Moacir conduzia a bola com muita facilidade, mas falhava no último passe. Foi assim em duas tentativas mal sucedidas de cruzamento do camisa 28 do Rubro-negro.

Outro fator que evitava um amplo domínio do time da casa era o fato de o Porto jogar com tranquilidade. Os jogadores não rifavam a bola, trocavam bem os passes e se postavam com segurança no setor defensivo. Em uma falha na saída de bola da defesa do Sport, o Porto teve uma chance com Joélson, que tentou o chute de longe e mandou para fora. O lance acordou o time da casa. Aos 27, o Rubro-negro promoveu uma verdadeira blitz no ataque. Marcos Aurélio arriscou de longe e obrigou Rodrigo Carvalho a fazer uma grande defesa, no canto esquerdo. A bola permaneceu com o ataque do Sport e Felipe Azevedo tentou novo arremate, de dentro da área. Rodrigo Carvalho só fez o golpe de vista e vibrou quando a bola raspou a trave e saiu.

Tocando bem a bola e contando com a velocidade de Felipe Azevedo, Marcos Aurélio e Moacir, o Sport já tomava conta das ações. Quando conseguiu uma conclusão na meta do Porto, aos 38, saiu o primeiro gol. A jogada começou pela direita, com Felipe Azevedo. Ele cruzou, Roger não alcançou, mas Marcos Aurélio ficou com a sobra, na esquerda. Ele viu a chegada de Rithely como elemento surpresa, na meia-lua, e tocou pelo alto. Sem deixar a bola cair, o volante mandou um belo chute no canto esquerdo de Rodrigo carvalho, que se esticou, mas não conseguiu defender.

O Rubro-negro seguiu atacando e quase aumentou aos 42, em uma cabeçada de Roger. O camisa 9 tentou o arremate de cima para baixo, mas a bola quicou distante da meta e acabou saindo por cima do travessão do goleiro do Porto. Aos 44, no único lance de perigo do time de Caruaru, Joelson limpou e arriscou de fora da área, de esquerda, mas mandou para fora. O último lance do primeiro tempo foi um chute de Moacir, dentro da área, mas Rodrigo Carvalho encaixou bem.

Domínio e belo gol de Cicinho

sport x porto marcos aurélio (Foto: Aldo Carneiro / Pernambuco Press)
Marcos Aurélio foi o principal articulador do Sport
(Foto: Aldo Carneiro / Pernambuco Press)

O Sport começou o segundo tempo com tudo e chegou a balançar as redes logo aos 2 minutos, após um contra-ataque rápido. Mas Marcos Aurélio fez a assistência para Roger quando o camisa 9 estava em impedimento e, mesmo com o camisa 9 mandando para o gol, foi marcado impedimento corretamente.

As chances foram surgindo naturalmente, por conta da boa atuação do Leão. Aos 6 minutos, Marcos Aurélio, que se destacava como principal articulador dos contra-ataques da equipe, tentou levar na velocidade para cima da defesa e foi travado. A bola sobrou para Reinaldo, que mirou o ângulo esquerdo de Rodrigo Carvalho e quase faz um golaço.

A resposta veio aos 25, com Érico Jr. acertando a rede pelo lado de fora, e aos 28, com Cicinho, que arrancou pelo meio, fez fila, mas chutou fraco, em cima do goleiro do Porto.
Mas o segundo gol do Sport era uma questão de tempo e veio aos 39 minutos. O lateral avançou pela direita e tabelou com Érico Jr. Na saída de Rodrigo Carvalho, o camisa 12 mandou de bico, com força, e cravou o 2 a 0 para o Rubro-negro.

Fonte: globoesporte


CESP Carpina
Maxima Contabilidade
Cachorro Quente
Armazém Loureço

Compartilhe nas redes


Deixe seu comentário