Farmácia Rangel
Falub
Lacca Laboratório
Esportes

PE2013: Sport goleia Ypiranga e praticamente garante vaga


PE2013: Sport goleia Ypiranga e praticamente garante vaga

O Sport encaminhou a vaga na final do Campeonato Pernambucano. Neste domingo, o Rubro-negro espantou a surpresa Ypiranga-PE e garantiu uma vitória por 5 a 1, no estádio Luiz Lacerda, em Caruaru. Com o resultado, o time comandado por Sérgio Guedes pode perder por 4 a 0 ou por qualquer placar por diferença de três gols, no próximo final de semana, que ainda assim estará classificado.

No primeiro tempo, a Máquina de Costura, como o time de Santa Cruz do Capibaribe é chamado, pulou na frente, com um gol de Diogo. Mas, ainda na primeira etapa, Mateus Lima empatou para o Sport. No início do segundo tempo, o volante Tobi desempatou para o Leão. Lucas Lima marcou o terceiro gol, Felipe Azevedo transformou a vitória em goleada e Reinaldo garantiu a imensa vantagem que o Rubro-negro irá carregar para o jogo de volta, na Ilha do Retiro.

Sem jogos no meio de semana envolvendo os clubes pernambucanos que disputam a Copa do Brasil, o Sport terá o mesmo tempo para se preparar para o próximo jogo que o Ypiranga-PE. A vantagem da equipe da capital é que o próximo jogo acontece na Ilha do Retiro, a casa do Leão.

O jogo teve dois tempos distintos. Na etapa inicial, o equilíbrio foi a marca. Tanto Ypiranga-PE quanto Sport tiveram momentos de domínio e foram para o intervalo com um gol para cada lado. Na etapa final, o time do interior pareceu cansado e o Sport aproveitou para impor a maior qualidade técnica e chegar ao placar elástico.

Iguais em tudo no primeiro tempo

ypiranga x sport (Foto: Aldo Carneiro / Pernambuco Press)
Ypiranga comemorou gol, mas depois levou virada
(Foto: Aldo Carneiro / Pernambuco Press)

Tudo igual. É como pode ser definido a etapa inicial. A primeira descida perigosa aconteceu apenas aos oito minutos. E foi do Ypiranga. Diogo desceu pela direita e cruzou no meio da área. Jonatas Vieira entrou livre, mas, na cara de Magrão, furou na hora do chute. O time de Santa Cruz do Capibaribe gostou do lance e passou a pressionar o Sport. Aos 12, Diogo cobrou uma falta, a bola desviou em Fábio Bahia e enganou Magrão. Gol da Máquina de Costura. A partir do gol, a pressão mudou de lado. O Sport passou a empurrar o Ypiranga para trás e logo teve uma chance. Tóbi pegou uma rebatida na entrada da área e chutou em cima da defesa. Aos 22, Cicinho bateu escanteio da esquerda e Gabriel cabeceou para fora.

A partir dos 25, quando o Sport havia diminuído a pressão, saiu o gol de empate. Reinaldo fez jogada individual e chutou dentro da área. Jailson fez grande defesa, mas Lucas Lima pegou o rebote e chutou para o gol. Dácio salvou em cima da linha e, em novo rebote, Mateus Lima empurrou para dentro da meta. A partir do gol, o jogo ficou equilibrado, com as duas equipes bastante cautelosas e sem conseguir criar chances de gol. O lance mais importante foi o cartão amarelo, por reclamação, recebido pelo lateral Reinaldo, do Sport. É que o regulamento do Pernambucano diz que, se as duas equipes empatarem em pontos e saldo de gols, o mata-mata será decidido pelo número de cartões.

Leão deslancha no segundo tempo

ypiranga x sport (Foto: Aldo Carneiro / Pernambuco Press)
Jogadores do Sport comemoram o gol de Tobi
(Foto: Aldo Carneiro / Pernambuco Press)

Logo aos seis minutos, Jefferson Piauí deu bobeira na frente de Mateus Lima, que roubou a bola e foi travado pelo goleiro Jailson na entrada da área. Aos 8, o Sport conseguiu a virada em um lance de sorte e oportunismo de Tobi. Cicinho cobrou falta, a bola bateu nas costas de Gabriel e sobrou limpa para a cabeceada do volante, que mandou para o fundo das redes. Não demorou muito e, cinco minutos depois, o time do Recife marcou mais um. Reinaldo fez boa jogada pela esquerda e mandou para a área. Hegon tirou para a frente da área e Lucas Lima pegou de primeira. O chute saiu no canto esquerdo de Jailson.

O Sport era o dono absoluto do jogo. O Ypiranga-PE parecia não ter aguentado a correria da etapa inicial e dava sinais de cansaço. Aos 23, Cicinho cobrou falta na área e Felipe Azevedo subiu livre para marcar o quarto. E poderia ter saído mais gols. Aos 26, Reinaldo cruzou para a área e Érico Jr. chegou atrasado. O próprio Érico Jr. chegou com perigo aos 33, em um chute cruzado defendido por Jailson. Aos 39 foi a vez de Felipe Menezes criar boa chance, mas Jailson fez grande defesa. No lance seguinte, veio o golpe final. Rithely tentou de longe, LJailson defendeu, mas, na sobra, Reinaldo, livre de marcação, mandou para o fundo das redes.

Fonte: globoesporte


CESP Carpina
Maxima Contabilidade
Armazém Loureço
Cachorro Quente

Compartilhe nas redes


Deixe seu comentário