Farmácia Rangel
Lacca Laboratório
Falub
Esportes

LIBERTADORES: Tigre vence e larga na frente diante o Olímpia


LIBERTADORES: Tigre vence e larga na frente diante o Olímpia

.

TIGRE 2 X 1 OLIMPIA

O Tigre largou na frente para ser um possível adversário do Fluminense, caso os brasileiros passem pelo Emelec, do Equador, e avancem às quartas de final da Libertadores. Na noite desta terça-feira, no estádio Monumental Victoria, em Buenos Aires, na Argentina, os donos da casa se impuseram sobre o Olimpia, do Paraguai, e abriram 2 a 0 com Peñalba e Pérez García. Porém, os hermanos levaram um gol preocupante no fim, de Miranda, em jogo que teve um pênalti claro a favor dos paraguaios ignorado pelo árbitro equatoriano Omar Ponce.

Ainda assim, os argentinos levam a vantagem do empate para o jogo de volta, no dia 16, às 22h15m (de Brasília), no estádio Defensores del Chaco, em Assunção. Já os paraguaios garantem a classificação com uma vitória simples, desde que não sofram dois gols ou mais em seu campo. Novo 2 a 1 a favor dos anfitriões leva a decisão da vaga para os pênaltis.

Juiz ignora pênalti para o Olimpia, e Tigre aproveita

Vindo de duas vitórias fora de casa na fase de grupos, contra Universidad de Chile e Deportivo Lara, da Venezuela, o Olimpia não se intimidou e saiu para o ataque na Argentina. Tanto que o contra-ataque era do Tigre. Logo aos quatro minutos, Botta saiu cara a cara com o goleiro, mas parou na grande defesa de Martín Silva. O gol saiu após muita insistência no jogo aéreo, aos 27 minutos. Depois de sucessivos cruzamentos, a bola sobrou para Peñalba na grande área. Ele chutou cruzado para abrir o marcador. Mas quando cedeu o contra-golpe aos paraguaios, os argentinos quase se complicaram. Báez foi lançado na área, fintou Orban e foi derrubado pelo zagueiro sem freio. Pênalti claro ignorado pelo árbitro Omar Ponce.

No segundo tempo, o Tigre ampliou aos 19 minutos, de novo na base do chuveirinho. A zaga paraguaia marcou bobeira, Pérez García ficou livre na área e foi fulminante no cabeceio. Os hermanos poderiam ter colocado um pé na próxima fase se Maggiolo não perdesse um gol feito na pequena área. Na sequência, o castigo: Aos 32, em cobrança de falta de muito longe, o zagueiro Miranda acertou uma bomba no ângulo esquerdo de Javier García. Golaço que não matou os argentinos, mas ressuscitou os paraguaios.

Fonte: globoesporte


Cachorro Quente
Armazém Loureço
CESP Carpina
Maxima Contabilidade

Compartilhe nas redes


Deixe seu comentário