Falub
Farmácia Rangel
Lacca Laboratório
Esportes

Naútico perde com gol em menos de 1 minuto e cai para o Z-4


Naútico perde com gol em menos de 1 minuto e cai para o Z-4

CORITIBA 1 X 0 NAÚTICO

Em um jogo bastante movimentado, bastaram 50 segundos para o Coritiba conquistar a vitória contra o Náutico. Com o gol relâmpago marcado pelo atacante Deivid, o resultado foi administrado pelo time da capital curitibana durante todo o jogo. Neste domingo (09), no Couto Pereira, os alvirrubros até que buscaram o empate, mas esbarram na deficiência técnica.

O resultado coloca o Timbu novamente na zona de rebaixamento, ocupando a 17ª posição com quatro pontos. Já o Coxa pode passar o período de recesso da Copa das Confederações na liderança – já que tem 11 pontos e só pode ser alcançado pelo Fluminense, atualmente com nove no 4º lugar, que jogará contra a Portuguesa na próxima quarta, no Canindé.

No retorno do Brasileirão, o Náutico começará a atuar na Arena Pernambuco. O duelo será contra a Ponte Preta, dia 7 de julho, às 18h30. O Coritiba, no dia anterior, no mesmo horário, vai encarar o Flamengo, em local ainda indefinido.

Gol relâmpago e domínio do Coxa

O Coritiba precisou de apenas 50 segundos para abrir o placar no Couto Pereira. Em uma falta cobrada pelo meia Alex, a zaga do Náutico não cortou a bola, que chegou aos pés do atacante Deivid e só empurrou para o fundo das redes.

A partir daí o time curitibano manteve o domínio da partida. Jogando com paciência e tocando passes com objetividade, o Coxa conseguiu ter o controle do jogo o tempo todo. Apesar de ter sofrido o gol no início, o Timbu não mudou sua postura: continuou jogando defensivamente e explorando lançamentos para os atacantes.

Porém, os lances mais perigosos para os alvirrubros foram de bola parada. E em duas oportunidades pelos pés de Rogério. Na primeira, aos 33 minutos, o atacante jogou a bola na área, mas o goleiro Vanderlei espalmou a bola para frente. Em seguida, o goleiro estava adiantado e quase foi encoberto pelo chute.

Náutico melhora, mas não tem forças para chegar ao gol

Na etapa final a postura do Náutico foi diferente.  Mais ligado, com mais volume de jogo e, consequentemente, uma tentativa de pressão no Coritiba. Entretanto, a equipe pernambucana esbarrava na falta de qualidade no elenco.

Jogadores como Rogério e Jones Carioca não conseguiam receber a bola em condição plena de finalizar. Apesar da maior posse de bola, o Náutico continuou sem objetividade. O treinador Levi Gomes até tentou com a modificação que deu a vitória por 1×0 contra o Flamengo: colocou o jovem Hugo no lugar de Jones Carioca.

Mas o desempenho das duas equipes seguiu o mesmo. De um lado, muita velocidade e pouca finalização. Do outro, uma boa postura defensiva e qualidade no toque de bola. Sem sucesso para o Náutico e festejado pelo Coritiba.

Ficha do jogo

Coritiba

Vanderlei; Victor Ferraz, Leandro Almeida, Chico, Diogo, Junior Urso, Gil, Robinho, Alex; Rafinha, Deivid. Técnico Marquinhos Santos

Náutico

Gideão; Maranhão, Willian Alves, João Filipe, Josa; Auremir, Dadá, Rodrigo Souto, Marcos Vinícius; Rogério, Jones Carioca. Técnico Levi Gomes

Local: Couto Pereira (Curitiba)

Árbitro: Pablo Ramon Gonçalves Pinheiro (RN)

Assistentes: Vicente Romano Neto (SP) e Marrubson Melo Freitas (DF)

Gols: David (aos 50 segundos do 1º/T)

Cartões amarelos: Leandro Almeida, Chico, Gil (Coritiba); Dadá, Jones Carioca

Público e Renda: 21.364 / R$ 227. 124,00

Fonte: pernambuco.ig


CESP Carpina
Cachorro Quente
Maxima Contabilidade
Armazém Loureço

Compartilhe nas redes


Deixe seu comentário