Farmácia Rangel
Lacca Laboratório
Falub
Esportes

Pela primeira vez, Sebastian Vettel vence GP da Alemanha


Pela primeira vez, Sebastian Vettel vence GP da Alemanha

Sebastian Vettel tem apenas 26 anos, recém-completados na última quarta-feira, dia 3. E apesar de tão jovem é dono de um currículo que o garante no hall dos maiores da Fórmula 1. Dezenas de vitórias, pódios e três títulos mundiais. Mas em meio a tantos triunfos, faltava um. Talvez o de maior valor sentimental na carreira de um piloto. O alemão nunca havia sentido o gostinho de vencer diante de sua torcida. E o tão esperado triunfo chegou neste domingo, em Nurburgring. O garoto prodígio segurou a pressão de Kimi Raikkonen – seu possível companheiro na RBR em 2014 – nas voltas finais, venceu o GP da Alemanha, válido pela nona etapa da temporada, e finalmente pôde fazer a festa diante dos fãs que lotaram a arquibancada. O “Homem de Gelo” completou a prova apenas 1s atrás, seguido pelo seu companheiro de Lotus, Romain Grosjean, que fechou o pódio. 

Sebastian vettel rbr gp da alemanha (Foto: Agência Getty Images)
Pela primeira vez na carreira, Sebastian Vettel vence um GP diante da torcida alemã (Foto: Getty Images)

A estratégia diferente da Ferrari até que se mostrou acertada, mas não foi o suficiente para a vitória. Fernando Alonso largou em oitavo e chegou em quarto. Entretanto, parou seu carro logo após cruzar a linha de chegada e deverá ser investigado, com a possibilidade de ser punido. JáFelipe Massa não pôde usufruir da tática. Logo na quarta volta, o brasileiro abandonou a corrida após rodar na curva 1 e seu carro apagar.

Felipe massa ferrari gp da alemanha (Foto: Agência AP)
Felipe Massa abandonou a corrida logo nas primeiras voltas (Foto: Agência AP)

A Mercedes mostrou que, apesar do polêmico episódio do “Testgate”, ainda enfrenta problemas para administrar o desgaste dos pneus. O pole position Lewis Hamilton foi presa fácil nas primeiras voltas e terminou em quinto. Já Nico Rosberg, que venceu duas das últimas três provas, fez uma prova discreta e chegou em nono após largar em 11º. Quem se destacou foi Jenson Button. Poupou pneus, fez dois pit stops contra três dos rivais e levou o limitadíssimo carro da McLaren ao sexto lugar. E por falar nisso, após o “festival” de pneus estourados de Silverstone, nenhum composto furou em Nurburgring. Os pilotos chegaram até a ameaçar boicotar a prova, caso o episódio se repitisse. A Pirelli, fornecedora única da categoria, mudou a composição dos pneus traseiros, substituindo a cinta de aço por kevlar (material usado em coletes à prova de bala) e parece ter resolvido o problema.

Vettel volta a abrir na liderança do campeonato

Esta foi a quarta vitória de Vettel na temporada, sua 30ª na carreira. Com o resultado, ele volta a se distanciar na liderança do campeonato, após ter abandonado o GP da Inglaterra.  O alemão da RBR chegou aos 157 pontos e aumentou sua vantagem para o vice-líder Fernando Alonso de 21 para 34 pontos. Confira a classificação completa.

 Cinegrafista é atingido por pneu

O domingo foi marcado por dois imprevistos. Logo no começo da prova, um cinegrafista da Formula One Management (FOM) – empresa que detém os direitos comerciais da F-1 – foi atingido na cabeça por um pneu durante o pit stop de Mark Webber (RBR). O homem foi encaminhado de helicóptero para um centro médico da região. Saiba mais.

Piloto ‘fantasma’ desce ladeira

Na 23ª volta, o motor de Jules Bianchiestourou e a Marussia começou a pegar fogo. O princípio de incêndio foi controlado rapidamente, mas quando o guindaste chegou para rebocar o carro, o bólido vazio começou a descer “de ré”, atravessando a pista e parando somente ao atingir uma placa de publicidade. O episódio provocou a entrada do safety car (carro de segurança).

Próxima etapa: GP da Hungria, 28 de julho

O próximo desafio dos pilotos é o GP da Hungria, dia 28 de julho, válido pela 10ª etapa da temporada. Antes disso, alguns deles voltam à pista para o teste de novatos, de 17 a 19 de julho em Silverstone, cuja participação de titulares foi liberada para ajudar no desenvolvimento dos novos pneus que serão implementados para evitar o “festival” de compostos furados vistos na Inglaterra. Veja o calendário.

Header_corrida (Foto: arte esporte)

Vettel assume a ponta na largada

Pole position, Hamilton foi engolido pela dupla da RBR logo na primeira curva. Vettel assumiu a ponta, seguido por Webber. Largando em sétimo, Massa passou Ricciardo e Grosjean, mas levou o troco do francês e completou a primeira volta em sexto, enquanto Alonso se manteve em oitavo. Já Rosberg perdeu uma posição, caindo para 12º.

 Massa abandona

Mas a corrida que prometia para o brasileiro acabou precocemente. Na abertura da quarta volta, Felipe Massa perdeu repentinamente o controle do carro na curva 1, rodou e saiu da pista. O motor da Ferrari apagou e ele teve que abandonar a prova. A escuderia de Maranello e o piloto ainda não se pronunciaram a respeito do que provocou o incidente.

felipe massa ferrari gp da alemanha (Foto: Agência AFP)
Massa rodou repentinamente no início da corrida (Foto: Agência AFP)

Como era de se esperar, a primeira rodada de pit stops começou cedo em razão do rápido desgaste dos pneus macios. Di Resta “estreou” os boxes na quinta volta. Dos ponteiros, Hamilton foi o primeiro a parar, na sétima volta. O líder Vettel fez seu pit na passagem seguinte.

Cinegrafista é atingido por pneu de Webber

Na parada de Mark Webber, na nona volta, um acidente. A equipe RBR liberou o australiano antes dos mecânicos conseguirem fixar corretamente o pneu traseiro direito do carro.  Em poucos metros, a roda se soltou, quicou e atingiu em cheio um cinegrafista, que estava de costas para o incidente, na cabeça. O homem foi encaminhado para o centro médico do autódromo e transferido de helicóptero para um hospital da região (veja o vídeo e saiba mais). Os mecânicos recolheram o carro de Webber que ficou parado no meio do pit, colocaram um novo pneu e o pilotou retornou para a prova.

FRAME cinegrafista atingido pelo pneu de Mark Webber gp da alemanha (Foto: TV GLOBO)
Cinegrafista é atingido pelo pneu do carro de Mark Webber  (Foto: TV GLOBO)

A Ferrari, que esperava manter Alonso o máximo de tempo possível com pneus médios, decidiu antecipar a parada, chamando o espanhol para os boxes já na 13ª volta. Quem se deu bem na primeira rodada de pit stops foi Grosjean. Mesmo com compostos macios, o francês conseguiu se manter 14 voltas na pista e pulou da quinta para a segunda posição. Vettel permaneceu na ponta. Em terceiro aparecia Raikkonen, seguido por Hamilton e Alonso.

Ex-companheiros de McLaren, o britânico da McLaren e o espanhol da Ferrari então protagonizaram um belo duelo pela quarta posição. Alonso tentou ultrapassar Hamilton de diversas formas. Acionou a asa móvel, botou por dentro, por fora, mas não conseguiu. Ele só ganhou a posição quando o rival foi para os boxes.

Marussia pega fogo e provoca safety car

Na 23ª volta, uma cena inusitada. O motor de Jules Bianchi estourou e a Marussia teve um princípio de incêndio. O francês saiu do carro rapidamente e quando o guindaste se aproximou para fazer o reboque, o carro vazio começou a descer a ladeira de ré e atravessou a pista(veja o vídeo e saiba mais) e atingiu uma placa de publicidade.  O safety car (carro de segurança) precisou ser acionado para o bólido ser retirado.

jules bianchi marussia gp da alemanha (Foto: Agência EFE)
Motor de Marussia de Jules Bianchi estoura e carro pega fogo (Foto: Agência EFE)

Com isso, a maioria dos pilotos aproveitou para correr para os boxes e colocar pneus novos. Neste momento, a classificação era: Vettel, Grosjean, Raikkonen e Alonso. Atrás deles, Button e Hulkenberg, ambos com apenas um pit stop, apareciam na frente de Hamilton. A relargada transcorreu normalmente, sem mudanças no pelotão dianteiro.

Ao ver Grosjean fazer o terceiro pit stop na 40ª volta, a RBR agiu rápido e mandou Vettel para os boxes logo na passagem seguinte. O alemão retornou em quinto, logo à frente do francês. Raikkonen assumiu a ponta, acompanhado por Alonso, Button e Hamilton.

Com pneus médios mais novos, Vettel ultrapassou Hamilton e assumiu a quarta posição. Grosjean foi no embalo e também superou o britânico que, com os compostos muito gastos, foi para os boxes. Buttou fez seu pit stop voltas depois, fazendo Vettel e Grosjean subirem para terceiro e quarto, respectivamente. Com paradas a menos, Raikkonen se mantinha na ponta, enquanto Alonso era o segundo.

Raikkonen pressiona no fim

O “Homem de Gelo” e o espanhol, enfim, fizeram seus últimos pit stops e retornaram, respectivamente, em terceiro e quarto. Vettel retomou a liderança, acompanhado de perto por Grosjean. Com pneus macios e novos, o finlandês e o espanhol tinham dez voltas para tentar superar os dois primeiros colocados, que estavam 2s à frente, mas calçavam compostos médios um pouco mais desgastados. O francês da Lotus fez jogo de equipe e abriu caminho para o finlandês tentar atacar Vettel nas voltas finais. Kimi até se aproximou, mas não o suficiente para conseguir uma investida. O alemão recebeu a bandeirada em primeiro, 1s à frente do finlandês e pôde comemorar sua vitória em casa.

Header_resultado (Foto: arte esporte)

Confira o resultado final do GP da Alemanha (60 voltas):

1) Sebastian Vettel (ALE/RBR), em  1h41m14s711
2) Kimi Raikkonen (FIN/Lotus)  + 1s0
3) Romain Grosjean (FRA/Lotus)  + 5s8
4) Fernando Alonso (ESP/Ferrari)  + 7s7
5) Lewis Hamilton (ING/Mercedes)  + 26s9
6) Jenson Button (ING/McLaren)  + 27s9
7) Mark Webber (AUS/RBR)  + 37s5
8) Sergio Pérez (MEX/McLaren)  + 38s3
9) Nico Rosberg (ALE/Mercedes)  + 46s8
10) Nico Hulkenberg (ALE/Sauber)  + 49s8
11) Paul di Resta (ESC/Force India)  + 53s7
12) Daniel Ricciardo (AUS/STR)  + 56s9
13) Adrian Sutil (ALE/Force India)  + 57s7
14) Esteban Gutiérrez (MEX/Sauber)  + 60s1
15) Pastor Maldonado (VEN/Williams)  + 61s9
16) Valtteri Bottas (FIN/Williams)  + 1 volta
17) Charles Pic (FRA/Caterham)  a 1 volta
18) Giedo van der Garde (HOL/Caterham)  a 1 volta
19) Max Chilton (ING/Marussia)  a 1 volta

Abandoram:
Jean-Eric Vergne (FRA/STR)
Jules Bianchi (FRA/Marussia)
Felipe Massa (BRA/Ferrari)

Fonte: globoesporte


Cachorro Quente
Maxima Contabilidade
Armazém Loureço
CESP Carpina

Compartilhe nas redes


Deixe seu comentário