Falub
Lacca Laboratório
Governo Junho
Farmácia Rangel
Esportes

Ponte Preta perde, mas garante vaga na Sul-americana


Ponte Preta perde, mas garante vaga na Sul-americana

Marlon Piedrahita e Uendel disputam bola na lateral: Macaca conquista vaga história fora (Foto: AFP)

Maratona de viagem, desgaste físico, imprevistos em voos, altitude, frio, pressão e muito sufoco. A lista de adversidades foi grande, mas incapaz de estragar a estreia oficial da Ponte Preta no exterior. A aventura pela Colômbia teve um final compensador: o passaporte da Macaca está carimbado com a vaga nas quartas de final da Copa Sul-Americana. Já que nada é fácil para a Alvinegra campineira, como a torcida faz questão de frisar, os problemas só serviram para tornar o momento histórico ainda mais especial. Ao aproveitar toda a vantagem que o regulamento pôde lhe dar, a equipe de Jorginho se deu ao luxo até de perder por 1 a 0 para o Deportivo Pasto e, graças à vantagem obtida em Campinas, avançar na competição. O próximo adversário é o Vélez Sarsfield, da Argentina.

Tudo que aconteceu antes de a bola rolar no Estádio Libertad refletiu em campo. A motivação da Ponte andou lado a lado com o cansaço, claro no rosto de cada titular em campo. Diante disso, a Macaca passou por vários momentos de sufoco. Duas bolas na trave (uma em cada tempo), o gol de Mina no início do segundo tempo, o problema de transição entre defesa e ataque e a pressão nos minutos finais foram os desafios em Pasto. Mas era hora de mostrar seu valor, emoção, raça, tradição. O hino não mente: Ponte Preta de paz, Ponte Preta de guerra.

Para suportar tudo isso, o apoio de quem a carrega nas costas desde o primeiro jogo oficial. Mesmo a milhares de quilômetros de casa, a Macaca não se sentiu desamparada em momento algum. Além de acompanhar os passos dos jogadores desde a chegada a Pasto, o grupo de torcedores que se arriscou a viajar com o clube fez barulho e fez do estádio um Majestoso improvisado. Orgulho de nossa terra.

Com sentimento de missão cumprida, os heróis terão pouco tempo de descanso. A Ponte inicia a viagem para o Brasil logo na manhã desta quarta-feira. Passará por todo o sufoco da ida, mas voltará nos braços do povo, o mesmo que estará com ela em cada momento, seja em Campinas, Pasto ou Buenos Aires, a próxima parada sul-americana. O time encara o temido Vélez na capital argentina. A Conmebol confirmará as datas do confronto nos próximos dias.

Mas, antes de pensar novamente no torneio internacional, o elenco guarda atenções no Campeonato Brasileiro, onde vive situação dramática. No domingo, a Macaca recebe o Vasco, em duelo direto contra o rebaixamento em Campinas. Só a partir daí, o foco é na Argentina.

Fonte: globoesporte


Maxima Contabilidade
CESP Carpina
Armazém Loureço
Cachorro Quente

Compartilhe nas redes


Deixe seu comentário