Governo Julho
Farmácia Rangel
Lacca Laboratório
Falub
Esportes

Lanús vence e adia sonho de título histórico da Ponte Preta


Lanús vence e adia sonho de título histórico da Ponte Preta

A hora ainda não chegou. Em busca do primeiro título de expressão em seus 113 anos de história, a Ponte Preta não conseguiu repetir nesta quarta-feira o desempenho que a levou à decisão da Copa Sul-Americana e foi derrotada por 2 x 0 para o Lanús, em La Fortaleza.

Os time argentino abriu o placar com Ayala, aos 24 minutos do primeiro tempo. Blanco ampliou no último minuto da etapa inicial.

Se a Ponte lutava para finalmente comemorar um título, o Lanús também tratou a Copa Sul-Americana como prioridade. Em quase 99 anos de história, a equipe argentina conquistou apenas a Copa Conmebol de 1999 e o Torneio Apertura de 2007. Neste sábado, o ‘Granate’ pode ainda fechar o ano com chave de ouro com o título argentino.

Ao time brasileiro, resta se recuperar da dura derrota e iniciar o planejamento para o Campeonato Paulista e a série B da próxima temporada. Quem comemora a derrota alvinegra é o Botafogo, que perderia a vaga na Libertadores para a Macaca em caso de título.

Troca de técnicos, atraso em voo, estádio Moisés Lucarelli barrado pela Conmebol, rebaixamento no Campeonato Brasileiro. Foram muitos os desafios que a Ponte Preta enfrentou nessa campanha histórica. Nenhum deles, porém, abalou o elenco e torcida alvinegros.

Se não ficou com a taça, a Macaca ao menos mostrou ao Brasil e à América do Sul que tem a ‘raça de campeão’ entoada por sua fanática torcida e que esta a apoia incondicionalmente. Com ou sem título.

FICHA TÉCNICA

LANÚS-ARG 2 X 0 PONTE PRETA

Local: Estádio Néstor Díaz Pérez (La Fortaleza), em Lanús-ARG

Data: 11 de dezembro de 2013, quarta-feira

Horário: 21h50 (de Brasília)

Árbitro: Enrique Osses-CHI

Assistentes: Carlos Astroza-CHI e Sérgio Román-CHI

Cartões Amarelos: Ayala, Somoza e Blanco (Lanús); Fellipe Bastos (Ponte Preta)

GOLS: Ayala e Blanco, aos 24 e 48 minutos do primeiro tempo

LANÚS: Marchesín, Carlos Araújo, Goltz, Izquierdoz e Maximiliano Velázquez; Somoza, Diego González e Victor Ayala; Blanco (Ortíz), Benítez (Pasquini) e Santiago Silva. T: Guillermo Barros Schelotto

PONTE PRETA: Roberto, Artur (Ferrugem), Diego Sacoman, César e Fernando Bob; Baraka, Magal (Adailton), Fellipe Bastos e Elias; Rildo (William) e Leonardo. T:Jorginho

Fonte: Placar


Maxima Contabilidade
Cachorro Quente
CESP Carpina
Armazém Loureço

Compartilhe nas redes


Deixe seu comentário