Falub
Lacca Laboratório
Farmácia Rangel
Destaques

Microempreendedores individuais tem até 31 de maio para enviar declaração anual


Microempreendedores individuais tem até 31 de maio para enviar declaração anual

Para ficar quite com as obrigações fiscais e garantir benefícios previdenciários como aposentadoria, auxílio-doença e licença-maternidade, entre outros, o Microempreendedor Individual (MEI) deve entregar, até o dia 31 de maio, a Declaração Anual do Simples Nacional junto à Receita Federal. O Expresso Empreendedor, unidade de atendimento aos micro e pequenos empreendedores, disponibiliza serviço de orientação gratuita para tirar dúvidas e auxiliar no envio do documento, que é realizado pela internet.

Na declaração, é necessário informar o faturamento anual (receita bruta total), valor das receitas referentes a comércio, indústria ou serviço e se houve contratação de funcionário. O documento também deve conter os valores dos impostos devidos pelo empreendedor em cada mês. Em caso de atraso na entrega, o empreendedor fica sujeito ao pagamento de multa, no valor mínimo de R$ 50,00 (cinquenta reais), ou de 2% a 20% sobre a soma do valor de impostos pagos pela empresa. Se não entregar a declaração, o MEI terá seus benefícios suspensos e poderá até ser excluído do Simples Nacional.

É considerado Microempreendedor individual a pessoa que trabalha por conta própria, legalizada como pequeno empresário, fatura no máximo R$ 60 mil por ano e não tem participação em outra empresa como sócio ou titular. O MEI pode ter até um empregado contratado que receba o salário mínimo ou piso da categoria. O MEI está enquadrado no Simples Nacional e fica isento de tributos federais (Imposto de Renda, PIS, Cofins, IPI e CSLL), tendo como despesas o pagamento mensal de R$ 44,00 (INSS), acrescido de R$ 5 (prestadores de serviço) ou R$ 1 (comércio e indústria).

O Expresso Empreendedor oferece a quem quer empreender a oportunidade de se formalizar e desenvolver seu pequeno negócio. Nas unidades é possível aprender sobre os benefícios de ter um CNPJ como Microempreendedor Individual (MEI), acesso a orientações, cursos e palestras sobre gestão empreendedora e consultoria para solução de problemas empresariais, além de informações sobre linhas de microcrédito produtivo. O serviço conta com a parceria da Agência de Fomento do Estado de Pernambuco (Agefepe), Junta Comercial de Pernambuco (Jucepe) e do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae). Mais informações sobre o serviço de orientação podem ser encontradas no número (81) 3184-7879. Há atualmente cerca de 200 mil MEIs em todo estado de Pernambuco.


Armazém Loureço
CESP Carpina
Cachorro Quente
Maxima Contabilidade

Compartilhe nas redes


Deixe seu comentário