Falub
Lacca Laboratório
Farmácia Rangel
Carpina

Réu é condenado por homicídio em Carpina


Um homem foi condenado à 12 anos de prisão por homicídio, após ser julgado em Carpina. O auxiliar de pintura, Ivanildo Manoel da Silva, 26, popular “Nido”, era acusado de ter matado em 2002, a vítima Carlos José Rufino, conhecido por “Diogo”, de idade e profissão não informadas. A pena será cumprida inicialmente em regime fechado, na Penitenciária Drº Ênio Pessoa Guerra, em Limoeiro. O réu estava solto, sem criar problemas para o andamento do processo, estando presente quando necessário. Assim sendo, ele poderá recorrer em liberdade da decisão.

O Debate

Durante a sessão em plenário, o Drº Felipe Akel, promotor do caso e representante do Ministério Público, pediu pela condenação do réu, pela prática do homicídio na modalidade “qualificado”, quando não só há a intenção do crime, como é praticado em circunstâncias que revelem especial censurabilidade ou perversidade. Por sua vez, a defesa do homem feita pelo advogado Drº Emiliano Eustáquio Jrº, pediu para mudar a classificação para “culposo”, quando não há intenção de matar.

Ao final dos debates, o corpo de jurados por maioria dos votos acabou acolhendo a tese ministerial de Homicídio Qualificado e condenou o réu, Ivanildo Manoel da Silva, à pena de 12 anos.


Armazém Loureço
CESP Carpina
Cachorro Quente
Maxima Contabilidade

Compartilhe nas redes


Deixe seu comentário