Governo Junho
Falub
Farmácia Rangel
Lacca Laboratório
Cidades

Em Gravatá, mulher é detida pela Polícia Federal tentando sacar empréstimo com documento falso


Em Gravatá, mulher é detida pela Polícia Federal tentando sacar empréstimo com documento falso

Uma mulher foi detida pela Polícia Federal na cidade de Gravatá, na última quinta-feira (28), suspeita de estelionato com documentação falsa. De acordo com as informações, Márcia Fernandes Morais, 53, é vendedora ambulante de cosméticos e reside em Fortaleza. Ela teria tentado sacar um empréstimo com Identidade falsa, com movimentações de mais de R$ 30 mil. A prisão dela foi realizada por policiais militares da 5º Companhia Independente de Polícia Militar (CIPM) de Gravatá.

De acordo com a PF, a mulher foi detida por suspeita ter apresentado documentos falsos, uma identidade do Rio Grande do Norte, em nome de Luciana Helena de Oliveira, com o objetivo de tentar sacar valores na agência da Caixa Econômica Federal de Gravatá. Apesar da conta não ter saldo, a suspeita havia realizado a abertura de uma conta poupança anteriormente num correspondente bancário e feito um empréstimo consignado através do Internet Banking, no valor de R$ 38.451,00. Segundo as informações policiais, a intenção era fazer uma guia de retirada no valor de R$ 30.000.00 e depois um saque de R$ 5.000,00.

Ao ser constatada a falsificação no documento por funcionários do banco, policiais militares foram acionados e detiveram a suspeita Márcia no interior da agência. Ela foi conduzida para a Superintendência da Polícia Federal em Recife, para que fosse autuada em flagrante. Segundo a PF, no interrogatório, a mulher confessou que sabia que estava utilizando documentos falsos para sacar valores em nome de outra pessoa. Disse que foi aliciada por uma pessoa em Fortaleza, não dando detalhes, e que essa pessoa teria lhe prometido a importância de R$ 5.000,00, para que ela pudesse ceder a foto dela, a fim de que fosse preparada uma documentação falsa para sacar valores ilegais em nome de uma outra pessoa.

Ainda de acordo com a Polícia Federal, a suspeita informou que esta é a segunda vez que ela pratica fraude contra a Caixa Econômica Federal. A primeira foi no ano passado, na agência de São José do Egito/PE, onde conseguiu sacar R$ 5.000,00 e transferir R$ 20.000,00.

Vários integrantes desta quadrilha interestadual estão sendo presos, tanto pela Polícia Federal como pela Polícia Civil em vários estados da federação. A PF relata que sempre quando chega a data dos trabalhadores sacarem o PIS, eles conseguem informações das pessoas e através de documentação falsas, conseguem sacar os valores e contrair empréstimos consignados em nome das pessoas titulares da contas.

Após toda a apuração, com a constatação do crime, a detida Márcia foi autuada em flagrante pelo crime contido nos artigos, 297, 299 e 304 do código penal, de falsificação, uso de documento falso e falsidade ideológica, e caso seja condenada, poderá pegar penas que ultrapassam os 15 anos de reclusão, além de multa. Após a autuação, ela conduzida foi encaminhada para realizar Exame de Corpo de Delito no Instituto de Medicina Legal (IML) e enviada para a audiência de custódia.


Armazém Loureço
Maxima Contabilidade
CESP Carpina
Cachorro Quente

Compartilhe nas redes


Deixe seu comentário