Falub
Farmácia Rangel
Governo Junho
Lacca Laboratório
Carpina

Homem será julgado nesta terça (4) por homicídio ocorrido em 2017 em Carpina


Homem será julgado nesta terça (4) por homicídio ocorrido em 2017 em Carpina

Um homem será levado à julgamento popular nesta terça-feira (4), no Tribunal do Júri da Comarca de Carpina, por um homicídio ocorrido em 2017. O réu Edvaldo Severino de Lima, popular “Dãi”, 30, é foi denunciado pelo Ministério Público, que o aponta como autor do assassinato da ex-companheira, a vítima Maria José de Araújo do Nascimento, à golpes de faca de mesa. O juri tem início previsto para às 9h, e será presidido pelo Juiz Drº Rildo Vieira Silva. O advogado de defesa, segundo a pauta, será feita pelo Drº Rafael Bento de Lima Neto e o promotor Drº Elson Ribeiro. A sessão pode ser acompanhada por populares, que não podem se manifestar durante o juri e devem usar roupas adequadas.

A Denúncia – Segundo a denúncia do Ministério Público, no dia 29 de outubro de 2017, no Sítio Três Paus, Zona Rural de Carpina, o denunciado Edvaldo Severino, com vontade e consciente, de acordo com o MP, desferiu golpes de faca de mesa, atingindo a vítima Maria José Araújo do Nascimento, ex-companheira dele, o que a levou a óbito, segundo Boletim de Identificação de Cadáver.

A denúncia do MP segue relatando que consta nos autos, que a vítima conviveu em união estável com o denunciado, tendo com ele três filhos, mas devido à agressões sofridas, separou-se. O denunciado não aceitando a separação, começou a persegui-la e ameaçá-la de morte, segundo o Ministério Público, que relata que a irmã da vítima, afirmou que no dia do crime, estava na frente da casa dela, quando a vítima chegou correndo, dizendo que o denunciado Edvaldo Severino, queria matá-la.

Em seguida, ele teria chegado correndo atrás dela, de faca de mesa na mão, entrado na residência e desferido golpes na vítima com a faca. Algo sem defesa, de acordo com o MP, já que a vítima foi surpreendida e mesmo entrando na casa da irmã para se esconder, o denunciado conseguiu alcançá-la e desferido os golpes de faca.

O Ministério Público denunciou o réu Edvaldo Severino de Lima, popular “Dãi”, 30, por homicídio qualificado, por não dar chance de defesa à vítima. Segundo o MP, o denunciado relatou em depoimento que a motivação se deu pela vítima não ter aceitado reatar o relacionamento e já estar se relacionando com outra pessoa.

Ainda de acordo com o MP, o denunciado durante o depoimento, declarou que para não morrer, esfaqueou a vítima, pois o namorado atual dela e o cunhado estavam o ameaçando. Por fim, a denúncia do Ministério Público relata que foi expedido Mandado de Prisão Preventiva para o denunciado Edvaldo Severino, por entender que o delito cometido por ele merece medida cautelar extrema.

 


Armazém Loureço
Cachorro Quente
Maxima Contabilidade
CESP Carpina

Compartilhe nas redes


Deixe seu comentário