Lacca Laboratório
Farmácia Rangel
Falub
Governo do Estado
Destaques

Caixa irá lançar aplicativo para cadastro em renda emergencial


Caixa irá lançar aplicativo para cadastro em renda emergencialAplicativo Caixa Econômica Federal- FGTS.

Na próxima terça-feira (07), a Caixa Econômica Federal irá lançar um aplicativo onde será possível realizar o cadastro para recebimento da renda básica emergencial, de R$ 600 ou de R$ 1,2 mil, no caso de mães solteiras. A Caixa também irá lançar uma página na internet e uma central de atendimento telefônico para a retirada de dúvidas e realização do cadastro. No aplicativo, o trabalhador será avaliado se está cumprindo todos os requisitos exigidos pela lei para receber a renda. O pagamento poderá ser realizado em 48 horas depois que o banco receber os dados dos beneficiários, porém, o presidente da Caixa Econômica Federal não apresentou uma data específica. Aqueles que não tem conta em bancos poderão realizar o saque em casas lotéricas.

Segundo o presidente da Caixa, Pedro Guimarães, o banco irá lançar outro aplicativo, exclusivo para o pagamento da renda básica. O benefício será depositado em contas poupanças digitais, autorizadas recentemente pelo Conselho Monetário Nacional, e poderá ser transferido para qualquer conta bancária sem custos. Ainda de acordo com Guimarães, o calendário de pagamentos será anunciado na próxima semana, depois de o banco conhecer o tamanho da população que pode receber a renda básica emergencial. Na próxima segunda-feira (06), a Caixa Econômica dará detalhes do funcionamento dos dois aplicativos.

Onyx Lorenzoni, Ministro da Cidadania, informou que só será preciso realizar o cadastro microempreendedores individuais (MEI), trabalhadores que contribuem com a Previdência Social com autônomos e trabalhadores informais que não estejam inscritos no CadÚnico para Programas Sociais do Governo Federal. Caso o trabalhador esteja inscrito no cadastro único, o aplicativo avisará no momento em que ele digitar o número do Cadastro de Pessoas Físicas (CPF).

Os beneficiários do Programa Bolsa Família não precisarão baixar o aplicativo. Segundo Onyx, eles já estão inscritos na base de dados e poderão, entre os dias 16 e 30, escolher se receberão o Bolsa Família ou a renda básica emergencial, optando pelo valor mais vantajoso.

O ministro da Cidadania lembrou que o benefício de março do Bolsa Família terminou de ser pago no último dia 30. Para ele, o pagamento do novo benefício a essas famílias antes do dia 16 complicaria o trabalho do governo federal, que ainda está consolidando a base de dados, de separar os grupos de beneficiários.

Para o ministro da Economia, Paulo Guedes, que participou da apresentação, o grande desafio do governo não consiste em eventuais atrasos na aprovação de medidas, mas na própria montagem da logística. “Não são um ou dois dias de atraso ou de antecipação. Desde que começamos a formular o programa, o grande desafio é a logística de entrega. É um cronograma quase físico de capturar os cadastros. Não é a aprovação que vai mudar o cronograma físico”, destacou.

Com informações da Agência Brasil


CESP Carpina
Maxima Contabilidade
Cachorro Quente
Armazém Loureço

Compartilhe nas redes


Deixe seu comentário