Farmácia Rangel
Falub
Lacca Laboratório
Laje Forte
Cidades

Líder de quadrilha de roubo de combustíveis é preso


Líder de quadrilha de roubo de combustíveis é preso

Na manhã desta quarta-feira (08) foi realizada mais uma prisão na Operação Reditus, que desde o seu início em dezembro de 2019 já prendeu quatro acusados de roubar cargas de combustível e distribuir o material em postos de gasolina no estado.

Desta feita a operação, que teve a participação da Secretaria de Defesa Social (SDS), Secretaria da Fazenda (Sefaz) e o Ministério Público (MPPE), conseguiu prender Fernando Pessoa de Mello Neto, acusado de liderar o grupo criminoso. O empresário de 41 anos, estava em um condomínio de luxo na praia de Serrambi, no Litoral Sul do estado. Prisão foi realizada por volta das 06h por policiais do 18º Batalhão da Polícia Militar de Pernambuco. Já havia um mandado de prisão preventiva no nome do empresário expedido pela justiça Estadual desde dezembro, quando se iniciou a operação.

Além de ser considerado o líder da quadrilha, Fernando Pessoa é acusado também de sonegar pelo menos R$ 7 milhões em impostos. Por meio dos setores de inteligência, as polícias Civil e Militar conseguiram encontrá-lo, após 4 meses de procura. Foram encontrados com o empresário celulares, computadores e alguns outros aparelhos que serão submetidos à perícia. Uma auditoria será realizada pela Secretaria da Fazenda para calcular o total de dinheiro perdido pelos cofres públicos.

“Este era o último foragido dessa organização criminosa, pois já havíamos conseguido prender outros três integrantes”, disse o comandante do 18º BPM, tenente-coronel Fiquene. O empresário foi autuado na Delegacia de Polícia Civil do Cabo de Santo Agostinho. Já tinham sido apresentados à Justiça, Edvaldo Gonçalves dos Santos, 49 anos, Ivanoel Pereira da Silva, 41 e Iraquitan José de Oliveira Correia, 41.

“Trata-se de um setor que gera, em média, uma arrecadação de R$ 300 milhões ao mês. Quando retiramos uma quadrilha especializada em lesar o erário nessa área vital, passamos uma mensagem importante: a de que o Estado continuará a buscar a punição de quem tenta burlar o fisco e prejudicar toda a sociedade”, ressaltou o coordenador de Administração Tributária da Sefaz, Anderson Freire. Ele disse ainda que a ação é marcante, já que o setor de combustíveis é um dos que mais contribuem para o recolhimento de impostos no estado.


Armazém Loureço
Maxima Contabilidade
CESP Carpina
Cachorro Quente

Compartilhe nas redes


Deixe seu comentário