Lacca Laboratório
Falub
Pizza Expresso
Farmácia Rangel
Belarmino
Carpina

Desfile de 11 de Setembro marca os 88 anos de Emancipação Política da cidade do Carpina


Desfile de 11 de Setembro marca os 88 anos de Emancipação Política da cidade do Carpina

Foi realizado na tarde e noite do último domingo (11), o desfilhe cívico da cidade de Carpina, na Zona da Mata, em comemoração aos 88 anos de independência política do município. O evento que já é tradicional e um dos maiores desfiles do nordeste, iniciou à tarde e encerrou às 23h, com um total de 85 representações, segundo a coordenação do desfile. O encerramento antes do horário previsto foi devido ao andamento das banda, de forma mais ágil.

A previsão era encerrar entre 1h ou 1h30 da manhã. Mas dado as orientações das pessoas de apoio, algo muito eficiente, o desfile ocorreu com mais rapidez, encurtando os espaços deixados entre uma banda e outra“, concluiu Tônio Carlos, Secretário de Educação da cidade.

De acordo com o Capitão e PM Anacleto, responsável pelo policiamento, foram registrados ao longo do evento três autuações. Uma tentativa de furto em uma sapataria, uma pessoa consumindo drogas, portando maconha e outra tentativa de assalto próximo a concentração.

Assim como no desfilhe de 7 de Setembro, muitas pessoas desobedeceram as normas de comportamento, como ficar por trás das proteções para dar espaço as bandas que se apresentavam em frente ao Palanque Oficial. Este ano não foram colocadas as cordas, separando o público das escolas, o que permitia ao longo do percurso, que pessoas invadissem o corredor para se misturar com os componentes das referidas bandas, enquanto desfilavam.

Questionado sobre as duas situações, o Secretário de Educação explicou que sobre os ambulantes, com carroças de pipocas pelo meio, eram pessoas que estavam ganhando o pão e não estavam atrapalhando. Já sobre as invasões, quando as bandas se apresentação no palanque, foram colocados disciplinadores, para inibir a passagem e o locutor oficial e a Guarda Municipal estavam orientando o público para se manterem nos seus lugares, mas as pessoas queriam ver de perto as apresentações e acabavam desobedecendo às ordens.

 


Armazém Loureço
Parque dos Maracatus
Donna
Cachorro Quente
Cerâmica Campo Alegre

Compartilhe nas redes


Deixe seu comentário