Lacca Laboratório
Farmácia Rangel
Falub
Esportes

Com muita tensão, Brasil vence mais uma no Grand Prix


Com muita tensão, Brasil vence mais uma no Grand Prix

Com bloqueio triplo, seleção fecha porta para ataque de Hildebrand (Foto: LUCIANO CLAUDINO/Agência Estado)

A cena se repete quase a cada ponto. As mãos coçam a cabeça, limpam o suor da testa e denunciam: José Roberto Guimarães está tenso. Quando Monique se prepara para sacar, o técnico entra em quadra, reclama da bola e direciona sua irritação para cada membro da comissão de arbitragem. Conhecido pela calma, o único brasileiro tricampeão olímpico se transformou à beira da quadra neste domingo. Talvez pelos erros iniciais, mas não só por isso. Diante do jogo mais complicado de sua renovada seleção, Zé passou longe de sua tranquilidade natural. No fim, porém, o alívio. Em um jogaço, na reedição das últimas duas finais olímpicas, o Brasil voltou a derrubar os Estados Unidos, na Arena Concórdia, em Campinas. Com 3 sets a 1, parciais 17/25, 25/23, 25/18 e 25/20, a seleção fecha a primeira fase do Grand Prix invicta.

dani lins brasil x eua volei feminino TR (Foto: LUCIANO CLAUDINO/FRAME/Agência Estado)
Dani Lins comemora mais um ponto do Brasil (Foto: LUCIANO CLAUDINO/FRAME/Agência Estado)

A americana Kimberly Hill foi a maior pontuadora do confronto, com 16 acertos. Do lado brasileiro, Gabi e Fernanda Garay foram responsáveis por 14 pontos cada.

– Não é que eu fique menos nervoso que isso (risos). Eu já tinha pedido aos juízes por causa da bola. Na hora que a Dani foi sacar, estranhou a pressão da bola. Eu já tinha alertado a mesa (de arbitragem) que a bola estava murcha. É a pressão normal do jogo, que vamos ter sempre. Principalmente jogando contra os EUA, que é um time muito forte taticamente, bem arrumado. As nossas jogadoras estavam incomodadas com a velocidade e o estilo de jogo delas até conseguirmos ajustar o bloqueio para elas. Foi fracionado, aos poucos conseguimos melhorar – explicou o treinador.

Capitã da seleção, Fabiana mudou o jogo ao entrar no segundo set. No ataque, Gabi mostrou paciência para enfrentar o bloqueio americano e saiu como um dos principais destaques da partida em seu primeiro duelo contra os EUA. Para ela, a tensão de Zé Roberto fez com que a equipe acordasse na partida.

– Nós fizemos muitos vídeos dos EUA, sabíamos que elas estavam jogando muito rápido. Ele estava nervoso justamente por isso, não estávamos conseguindo fazer a marcação direito. Ele estava ficando nervoso com a gente. E isso foi bom para que ficássemos ligadas o jogo inteiro. Mas conseguimos soltar bem o jogo – disse a ponteira.

No próximo fim de semana, a seleção, que soma oito pontos na classificação, disputa a segunda etapa do Grand Prix, em Porto Rico. Lá, a equipe enfrenta as donas da casa, a Bulgária e a República Dominicana.

Zé Roberto Guimarães vôlei Dani Lins (Foto: João Gabriel Rodrigues)

Zé Roberto conversa com Dani Lins antes do

último set (Foto: João Gabriel Rodrigues)

Confira as escalações das equipes:

Brasil: Juciely, Dani Lins, Adenízia, Gabi, Monique e Fê Garay. Líbero: Camila Brait. Entraram: Fabiana, Fabíola, Sheilla e Michelle.

EUA: Glass, Gibbemeyer, Harmotto Hildebrand, Murphy, Hill. Líbero: Tamari Miyashiro. Entraram: Lichtman, Fawcett, Paolini e Hagglund.

Fonte: globoesporte


Cachorro Quente
Maxima Contabilidade
Armazém Loureço
CESP Carpina

Compartilhe nas redes


Deixe seu comentário