Farmácia Rangel
Governo Maio
Falub
Lacca Laboratório
Esportes

Sport enfrenta Joinville em confronto direto pelo G4


Sport enfrenta Joinville em confronto direto pelo G4

Mesmo num campeonato de pontos corridos – em que não há decisão-, existem jogos definitivos para um clube. Aquele que, ao fim da competição, pode fazer com que o torcedor olhe para trás e admita que se o resultado fosse outro, o time não chegaria ao objetivo. Ou que faça ele lamentar pelos preciosos pontos perdidos. Ainda não se sabe com certeza, mas Sport x Joinville, nesta terça-feira, às 19h30, na Ilha do Retiro, pode ser um desses duelos. Se o Leão vencer, entra no G4. Se perder, vê a distância para o rival aumentar para cinco pontos.

O JOGO – Sem Anderson Pedra, suspenso, Geninho vai fazer uma alteração na equipe: Tobi volta ao time titular. Mas ele não será escalado como cabeça-de-área, setor em que não deu certo no duelo contra o Libertad. O camisa cinco atuará na defesa, ao lado de Pereira e Oswaldo. Com isso, o Rubro-Negro volta ao 3-5-2.

A diferença deste 3-5-2 para o que Geninho vinha utilizando é a ausência de um primeiro volante de origem. Quem estará responsável pela função é Rithely – em geral, um jogador mais ofensivo. O segundo volante será o meia Aílton, com Lucas Lima livre para chegar mais à frente e criar as jogadas. No ataque, permanecem Marcos Aurélio e Felipe Azevedo.

O técnico do Sport explicou como o time funcionará. “Dá para jogar com 3- 5-2 até pela maneira como o Joinville joga. Aí eu faço três zagueiros, mas coloco Rithely como o primeiro volante, o que pode me dar uma variação para o 4-4-2. Continuo com o Lucas Lima e o Ailton na armação, dando liberdade para meus laterais”, disse. De acordo com ele, o apoio dos alas (ainda Patric e Marcelo Cordeiro) precisa ser mais efetibo do que nos últimos compromissos do time.

Os recém-contratados Neto Baiano (atacante) e Rafael Pereira (zagueiro/volante) foram levados para a relação, mas não começam jogando. Geninho argumenta. “Como eles chegaram muito em cima da hora, manda o bom-senso que eles não sejam escalados como titulares. Estão na relação, mas não posso dizer se vão entrar durante o jogo ou não. Pode acontecer, mas não são substituições premeditadas”, declarou.

O Leão tem duas baixas para o duelo. O zagueiro Vinícius Simon continua com um estiramento na coxa esquerda, enquanto que o atacante Nunes está com amigdalite e fica fora do jogo.

O ADVERSÁRIO – Embora esteja no G4, o Joinville não vive grande momento na Série B. Nas últimas três partidas, não obteve nenhuma vitória. Por outro lado, o Leão precisa ficar atento – poque o JEC é o segundo melhor visitante da competição. O técnico Ricardo Drubscky tem alguns problemas para este jogo.

O mais importante deles é no gol: Ivan, lesionado, não joga. Oliveira, o reserva imediato, será o camisa um da equipe. Por outro lado, o zagueiro Jussani e o atacante Edigar Junio voltam ao time e são opções para o comandante. O meio-campista recém-contratado Diogo Oliveira foi relacionado para o duelo, mas fica no banco.

Ficha do Jogo

SPORT: Magrão; Tobi, Pereira e Oswaldo; Patric, Rithely, Ailton, Lucas Lima e Marcelo Cordeiro; Marcos Aurélio e Felipe Azevedo
Técnico: Geninho

JOINVILLE: Oliveira; Eduardo, Sandro, Rafael e Bruno Costa; Augusto Recife, Marcus Vinícius, Marcelo Costa e Martín Ligüera ;Edigar Junio e Lima Técnico: Ricardo Drubscky

Local: Ilha do Retiro; Horário: 19h30; Árbitro: Grazianni Maciel Rocha (RJ); Assistentes: Adson Marcio Lopes Leal (BA) e Marcio Gleidson Correia Dias (PA)

Fonte: Blog do Torcedor


Cachorro Quente
Armazém Loureço
CESP Carpina
Maxima Contabilidade

Compartilhe nas redes


Deixe seu comentário