Falub
Farmácia Rangel
Lacca Laboratório
Carpina

Júri em Carpina condenou o mesmo réu em um intervalo de 15 dias, nesta terça-feira (15)


Júri em Carpina condenou o mesmo réu em um intervalo de 15 dias, nesta terça-feira (15)

O tribunal do Júri da comarca de Carpina, submeteu a Júri popular nesta Terça-feira (15), os Réus: Ricardo José de Souza (Papa) e Jessé Felipe da Silva. De acordo com a denúncia do Ministério Público, pesava contra a dupla, a acusação de no dia 13 de Setembro de 2013 na cadeia de Lagoa do Carro, terem mediante socos, chutes e madeiradas provocarem diversas lesões na pessoa de: Ranisson Martins dos Santos. Ainda segundo a acusação, o motivo das agressões  teria sido por uma de dívida de jogo. Submetido a julgamento, o conselho de Sentença por unanimidade, acatou as teses tanto do ministério público, bem como da defesa de desclassificação de tentativa de homicídio para lesão corporal de natureza grave. Sendo assim a pena para ambos ficou em 4 anos de reclusão. O Ricardo José de Souza (Papa) , que já havia sido condenado a 15 dias atrás por uma tentativa e um homicídio volta para a cadeia pública do Carpina. Já com relação ao Jessé Felipe da Silva, teria excedido seu alvará de soltura e posto em liberdade. Na saída o Promotor, Dr. Fernando Falcão Feraz Filho, falou sobre a sentença.

Para o advogado de Ricardo José de Souza, Dr. Rafael Bento, a pena aplicada a seu cliente não será apelada.

Dr. Alexandre costa advogado de Jessé Felipe da Silva, deixou o plenário satisfeito com o resultado final do Júri.

O tribunal do Júri da comarca de Carpina volta a se reunir na próxima Terça-feira (22) para mais uma seção do Júri.


CESP Carpina
Armazém Loureço
Maxima Contabilidade
Cachorro Quente

Compartilhe nas redes


Deixe seu comentário