Pizza Expresso
Lacca Laboratório
Falub
Farmácia Rangel
Belarmino
Cidades

Estrangeiro é detido no Aeroporto Internacional dos Guararapes por falsa identidade


Estrangeiro é detido no Aeroporto Internacional dos Guararapes por falsa identidade

Um homem foi detido com passaporte de outra pessoa, no último sábado (23), no Aeroporto Internacional dos Guararapes. Segundo a Polícia Federal, o estrangeiro residente na Guiana Francesa, sem identificação, informou ao efetivo que era nascido no Haiti, e tinha 28 anos. Ele estava tentando embarcar para a Espanha e tinha um passaporte francês, em nome de Claudio Odilon Koesi. A fraude foi descoberta quando os policiais federais perceberam que a foto do documento não estava tão parecida com a fisionomia do guianense, que já estava prestes a embarcar. Ao ser consultado os sistemas de tráfego internacional, a PF detectou que o passaporte que o estrangeiro estava apresentando tinha sido perdido (extraviado) no dia 20 de março de 2019 em Caiena, capital da Guiana Francesa.

Após a averiguação, com a fraude constatada, o suspeito foi detido e em seguida levado para a Sede da Polícia Federal no Cais do Apolo no Bairro do Recife Antigo. Após ter sido informado dos direitos e garantias constitucionais, ele acabou sendo autuado através de Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO) pelo crime contido no artigo 308 do código penal, que fala de Falsa Identidade ou seja, usar, como próprio, passaporte ou qualquer documento de identidade alheia para que dele se utilize e caso seja condenado, poderá pegar penas que variam de 4 meses a 2 anos de detenção.

Ainda de acordo com a PF, o suspeito também foi identificado criminalmente para que as impressões digitais e registro fotográfico possam apontar a verdadeira identidade dele, haja vista que ele não apresentou nenhum documento além do passaporte extraviado. O detido assinou compromisso de comparecer perante à Justiça Federal e foi advertido da obrigatoriedade de comunicação de eventuais mudanças de endereços, onde deve responder pelos fatos narrados no Termo Circunstanciado. Ele também foi informado de que o não comparecimento, no dia e horário a serem marcados pelo Juízo, sujeitará às medidas previstas na Lei contra ele. Em seguida, o rapaz foi levado para realizar Exame de Corpo de Delito no Instituto de Medicina Legal (IML) e liberado em seguida.


Cachorro Quente
Armazém Loureço
JR Construtora

Compartilhe nas redes


Deixe seu comentário