Farmácia Rangel
Belarmino
Lacca Laboratório
Pizza Expresso
Falub
Agreste

Mulheres são detidas pela PF e PM tentando sacar benefício fraudulento em Garanhuns


Mulheres são detidas pela PF e PM tentando sacar benefício fraudulento em Garanhuns

Duas mulheres foram detidas em Garanhuns na última segunda-feira (11), por Policiais Federais lotados na Delegacia de Caruaru, com apoio de Policiais Militares da cidade, por tentar sacar benefício fraudulento com valor superior à R$ 60 mil reais, de acordo com as informações. A estudante Sabrina Ferreira de Araújo, 20, e a manicure Vanusa Maria dos Santos, 20, ambas residentes em Lajedo-PE não possuíam antecedentes criminais.

De acordo com a Polícia Federal (PF), as prisões aconteceram em virtude de informações repassadas pela Polícia Federal para representantes do Banco Bradesco de Garanhuns-PE, acerca da possibilidade de duas possíveis fraudadoras que estariam utilizando documentos falsos para dar entrada na retirada de benefício retroativo de auxílio reclusão no valor de R$ 62.313,00.

As suspeitas compareceram na agência do Bradesco e quando Sabrina, que seria a suposta beneficiária, deu entrada na documentação para retirada dos valores correspondentes, os responsáveis perceberam que toda a documentação era falsa. Após a descoberta do golpe, as mulheres receberam voz de prisão em flagrante pela Polícia Militar que já estava no local. Ambas foram informadas dos seus direitos e garantias constitucionais, para em seguida serem levadas para a Delegacia da Polícia Federal em Caruaru, para serem adotados os procedimentos de polícia judiciária.

As duass foram autuadas como incurso no artigo 171 § 3º c/c artigo 14 inciso II do Código Penal,Tentativa de Estelionato e pelo fato do crime ter sido cometido contra entidade pública federal Instituto de Seguridade Social (INSS), a pena poderá ser aumentada em um terço, podendo variar de 1 à 6 anos de reclusão.

Terminada as praxes processuais as presas foram levadas para o Instituto Médico Legal (IML) em Caruaru, onde se submeteram a exame de corpo de delito e hoje serão encaminhadas para audiência de custódia. Caso sejam confirmadas as prisões preventivas, ambas serão conduzidas para o Sistema Penitenciário Feminino ficando à disposição da Justiça Federal.

Ainda de acordo com a PF, a conduzida Sabrina informou que tem um filho menor de 7 anos e que teve um relacionamento rápido com um indivíduo identificado como Igor Rodolfo Pereira, que foi preso em novembro de 2018. Disse também que foi procurada por uma mulher, dizendo que Igor considerava o filho dela como sendo dele também e que ela teria direito ao auxílio reclusão, onde por isso, teria feito o Requerimento de Auxílio Reclusão, a fim de sacar os valores correspondentes do benefício.

Após essa fase, de acordo com a Polícia Federal, foi forjada toda a documentação, inclusive com o nome do menor de forma errada, como se ele tivesse nascido em São Paulo/SP, com a intenção de retirar os valores de forma fraudulenta. O valor após o saque seria depositado na conta da pessoa que providenciou toda a documentação falsa, para só depois serem repassados os valores correspondentes para todos que participaram do golpe, segundo a PF.

 

*Com informações- PF


Armazém Loureço
Cachorro Quente
JR Construtora

Compartilhe nas redes


Deixe seu comentário