Falub
Lacca Laboratório
Farmácia Rangel
Destaques

Santa Cruz: Lista de sócios divulgada para AGE que pauta a SAF possui nomes que são sócios do clube desde antes de sua fundação


Santa Cruz: Lista de sócios divulgada para AGE que pauta a SAF possui nomes que são sócios do clube desde antes de sua fundaçãoFoto: Pedro Cândido - Voz de Pernambuco

Durante a última semana o Santa Cruz divulgou uma lista de sócios aptos a participarem da Assembleia Geral Extraordinária (AGE), que pauta a SAF e outros assuntos. O detalhe é que a listagem que contém o nome de 2.695 tricolores, possui sete pessoas que estão associadas ao clube desde 1900, sendo uma associação de um pouco mais de 122 anos (o Santa Cruz foi fundado em 1914 e possui 108 anos). Além disso, se associaram em uma data inexistente, 00 de janeiro de 1900.

Recorte da lista onde demonstra os “sócios centenários”.

A listagem atualizada contém 720 pessoas a menos em comparação a última publicada quando a AGE seria no dia 27 de março. Os nomes desses “sócios centenários” não estavam na listagem passada, e uma das regras para participar é que os sócios estejam adimplentes com o clube há pelo menos um ano. Levando em consideração essa regra surge outra irregularidade na lista, onde cinco sócios que entraram para o quadro no atual ano de 2022 estão na listagem como aptos a participar da assembleia.

Recorte da lista que demonstra os nomes que se associaram ao clube em 2022

A reportagem do Voz de Pernambuco entrou em contato com o Presidente do Conselho Deliberativo do Santa Cruz, Marino Abreu, que informou que em breve irá se pronunciar sobre o caso.

Assembleia Geral Extraordinária (AGE):

O presidente Antônio Luiz Neto alterou o edital da Assembleia, quando foi empossado presidente do Santa Cruz. Todos os itens acrescidos serão votados de forma separada. A AGE será realizada em 8 de maio, das 8h30 às 17h, curiosamente na mesma data irá ocorrer o duelo Santa Cruz x Atlético de Alagoinhas, pela Série D, no Estádio do Arruda, às 16h.

Confira o que será votado na AGE do Santa Cruz:

I – Entrada de 300 conselheiros e 50 suplentes:

O item dispõe sobre a inclusão de novos 300 conselheiros efetivos e 50 suplentes no Conselho Deliberativo (CD), totalizando um pouco mais de 800 membros. Uma votação interna do CD, determinou que a entrada dos conselheiros só ocorrerá na próxima gestão, no triênio 2024-2027.

II- Exclusão dos §§1º e 3º do artigo 1º do estatuto:

O item dispõe sobre a exclusão do §§1º e 3º do artigo 1º do estatuto, onde prevê que uma SAF pode ser constituída com a aprovação do Conselho, ou seja, o CD teria que aprovar a criação da SAF e a AGE teria que aprovar a venda para um investidor. Com a exclusão, a AGE se tornará soberana para que os sócios aprovem tudo de uma vez.

III- Autorização para o executivo constituir a SAF, mas sem fazê-la de imediato:

O item dispõe sobre a constituição da SAF no clube, mas apenas quando o poder executivo do Santa Cruz, no caso o presidente, determinar a aplicação da mesma no clube.

IV – Estatuto da SAF:

O item dispõe sobre a instauração do estatuto que irá reger a SAF no clube, que foi divulgado pelo Santa Cruz.

V – Autorização para contratação de empresa avaliadora:

O item dispõe sobre a contratação de uma empresa avaliadora para elaborar um laudo de avaliação patrimonial do Santa Cruz, previsto na Lei das S/A.

VI – Avaliação dos bens realizada pelo executivo:

O item dispõe sobre a permissão para a diretoria executiva aprove o laudo de avaliação patrimonial para constituir a SAF, previsto na Lei das S/A.

VII – Subscrição e integralização de capital:

O item dispõe sobre autorizar a SAF integralizar o capital social do clube com os direitos federativos e econômicos dos atletas e direito de uso das marcas, mas não permite incluir o patrimônio (sede, estádio, CT, etc.), que continuará pertencente a associação.

VIII – Implementação das deliberações da AGE pela gestão:

O item dispõe sobre autorizar os administradores do Santa Cruz implementar as deliberações aprovadas na AGE, assim como efetivar as respectivas deliberações.

IX – Comissão patrimonial independente:

O item dispõe sobre a independência da comissão patrimonial no clube, onde ela funcionará como um ‘colegiado’ de tricolores, sendo composto por 15 membros efetivos, 13 eleitos pelo Conselho Deliberativo e dois por força de representação em outros poderes do clube.


Maxima Contabilidade
CESP Carpina
Armazém Loureço
Cachorro Quente

Compartilhe nas redes


Deixe seu comentário